História

Tudo sobre Povos Bantus

12views

” Povos Bantus/Origem e Preceitos/Espiritualidade Africana”

Falar dos povos Bantus é relatar e descever de uma forma não liberar mais precisa sobre os povos mais espirituais da África, conforme nós mostra Delafosse (1961). Os bantus são de maior em quase toda parte da África subsariana, a maior parte dos paises de África que alcançaram  as suas independencias em 1960, uma boa parte são formados por povos bantus, mostra esta posição Patrício Batsîkama (2010), relatar que já se levantaram várias hipóteses sobre a origem dos povos Bantus, dentre elas aceita-se a posição de que estes povos saíram das terras férteis do Sudeste sariano ou então do Lago do Chade (Altuna, 2006, p.19), aceita-se a hipótese de que estes tenham uma origem nórdica de clãs forjadores e fabricadores de ferro, na verdade este era uma das actividades mais praticada pelos povos que dominavam o segredo de tecer e trabalhar com o ferro conforme mostra Mulago (1979). Das muitas teses mostradas muitos historiadores africanos apontam que a origem dos povos africanos está ligado a Núbia,  e muitos Povos Bantus tem semelhança linguística, o que levou a afirmação de que a grande família etnolinguistica bantu tem certas relações de parentescos com sarianos pré-históricos. Há formas e expressões linguísticas negro-sudanesas muito próximas de variantes dialéticas bantus, conforme espelha Cheik Anta Diop (1974, p.113).

Na verdade os povos bantus para além da sua organizaçao espiritual eram povos que viviam entregues as inúmeras actividades para a sua sobrevivência, face às grandes migrações na altura muitos destes povos conseguiam emigrar ao longo dos cursos de água, desde o norte ao Sul da floresta equatorial; depressa encontraram e adoptaram as plantas cultivadas pelos primeiros comerciantes emigrados do Sul e do Ocidente da Ásia conforme mostra Aime Cesaire (1969). Eram povos caçadores e que se  dedicavam na maior parte dos casos na pesca.

Os bantus são povos de contínuo regime migratório que apresentam hoje um cruzamento bastante complexo, e fruto deste cruzamento espelham alguns autores que a maioria bantu provém do Sudão ocidental e poucos são do Sudão do sul (Altuna, 2006). Os povos bantus surgiram de uma grande explosão migratória dentro da África e muitos estão povoados entre a Nigéria, as masetas do Banchi, e alguns autores afirmam que este povo se encontram na maior parte na zona do Planalto dos Camarões. Tudo remonta a mais de 2000 ou 2500 e espalharam-se em quase toda a África, relembrar ainda que terça parte dos povos de África são bantus, e sua vasta migração prolongou-se até século XIX.

Para muitos pesquisadores apontam que a maior parte dos povos Bantus começaram a ocupar o vasto território da África austral muito antes de se verificarem as primeiras convulsões políticas que vem da colonização, porque alguns povos bantus atravessaram a selva equatorial e chegaram ao sul da floresta congolesa. Nos princípios do século IV d. C, os grandes povos bantus com uma característica peculiar, que são  os luenas e os lubas fundaram as primeiras dinastias ao sul do Equador. As escavações provam feitas provam realmente que estes povos já tinham ocupado estas zonas e fundiam a melhor actividade que desempenhavam que é o ferro.

Para muitos pesquisadores da história africana explicam-nos que a África já tinha atingido a idade do ferro sem passar pela idade do bronze muito antes da Europa e Ásia. Foram concerteza os povos bantus que espalharam o uso do ferro pela África sul – sariana (Laude, 1973).

Os bantus ocuparam quase toda a África a sub-sariana o conhecido África Negra, muitos deles espalharam-se;

  1. a) – Um grupo seguindo o curso de Ubangui, atravessou o Congo (Zaire), Angola, e chegou ao Atlântico;
  2. b) – O outro grupo atingiu ao grandes Lagos, nos séculos VII ou VII e se espalharam até a África oriental e austral;
  3. c) – No século VII, um grupo chegaram ao Zambeze e as costas do Indico. E no século X chegaram ao Zimbabue;

Conclusão

A designação bantu não se refere a uma unidade racial. A sua formação e expansão migratória originaram uma enorme variedade de cruzamentos. Há aproximadamente 500 povos bantus, a ultima visão do Altuna (2006, p.23), assim não se pode falar de raça bantu, mas de povos bantus, isto é, comunidades culturais com civilizaçao comum e línguas aparentadas. Os bantus preservam ainda o seu tronco comum e a sua originalidade.

O termo bantu aplica-se a uma civilização que conserva a sua unidade e foi desenvolvida por povos de raça negra. O radical “ntu” comum em muitas línguas bantas significa homem, pessoas humanas. O prefixo “ba” forma o plural da palavra “muntu” = pessoa”

Relembrar que os povos bantus são de grande espiritualidade, vivem a sua dimensão social na organização cultural alimentado pelas suas convicções na tese da pessoa humana. A história resista os conflitos e as lutas internas entre os diferentes povos de África os bantus preservam o que têm de mais cristalino, a pessoa humana (muntu)

______________________

Bibliográfia

  1. Ki-zerbo, A história da África Negra, 1972;
  2. Patrício Batsîkama, As origens do Reino do Congo, 2010;
  3. Diop, S. Anta, Culturas pré-históricas de Africa, 1974;
  4. Laude, A História das artes Africanas, 1973;
  5. Redinha, Distribuição étnica de Angola, 1971;
  6. Aime Cesaire, Corpus Perdu, 1969;
  7. Bengui, Um Olhar para o futuro da humanidade em África, 2014;

Leave a Response